MANCHETE
20/SET

Nos 15 anos da Revista Estima, internacionalização e melhora da indexação são as principais metas da equipe editorial

A Revista Estima, desde sua criação como veículo o­ficial de comunicação da Sobest - Associação Brasileira de Estomaterapia, tem sido reconhecida pelo aprimoramento e qualidade dos artigos e estudos publicados. Há 15 anos, é o &u ...

Saiba mais

Área do Associado


Agenda


26/SET
2018
Chimarrão Científico
Local: Porto Alegre - RS
Ver mais informações



27/SET
2018
Pão de Queijo Cientifico
Local: Ponte Nova - MG
Ver mais informações



14/NOV - 16/NOV
2018
II Simpósio de Estomaterapia do Norte
Local: Manaus - AM
Ver mais informações



23/NOV
2018
Chimarrão Científico
Local: Santa Maria - RS
Ver mais informações



27/OUT - 30/OUT
2019
XIII Congresso Brasileiro de Estomaterapia
Local: Foz do Iguaçu - PR
Ver mais informações


Ver todas

Notícias

Nos 15 anos da Revista Estima, internacionalização e melhora da indexação são as principais metas da equipe editorial
Saiba mais



TV Assembleia do Piauí destaca cuidado especializado das feridas crônicas
Saiba mais



Sobest divulga informações sobre cuidados com pacientes com estomias
Saiba mais



Confira os números do II Simpósio de Estomaterapia do Sudeste
Saiba mais



SOBEST disponibiliza os Regimentos Internos dos Departamentos da Diretoria Nacional
Saiba mais



Editorial resgata história dos 15 anos da Revista Estima
Saiba mais



Ver todas

Notícias Internacionais

Em breve Notícias.
Ver todas

Destaques

+ Ver Inteiro

Revista Estima completa 15 anos com conteúdo online e gratuito


A nova edição da Revista Estima, única especializada em Enfermagem em Estomaterapia da América Latina, já está disponível online, com acesso gratuito.

O periódico, editado pela Sobest - Associação Brasileira de Estomaterapia, completa 15 anos em 2018, divulgando a produção científica nas três áreas de abrangência da Especialidade: estomias, feridas e incontinências.

Para celebrar a data, a Revista Estima ganhou uma nova proposta gráfica, que torna a leitura mais agradável e dinâmica. Outra novidade é que a será contínua e os textos também estarão disponíveis em língua estrangeira. Os editores Juliano Teixeira e Maria Angela Boccara de Paula explica, em editorial, outras mudanças. "Dentre algumas delas, estão: o uso de sistema administrativo eletrônico de tramitação de artigos, o uso de guias da Rede Equator para o preparo e a submissão de textos, a adoção do sistema de publicação contínua (rolling pass), a publicação em duas línguas (português/inglês e espanhol/inglês), a submissão de manuscritos em língua inglesa ou espanhola, a adoção do sistema de identificação de autores pelo ORCID (Open Researcher and Contributor ID), a aquisição de um prefixo junto à Crossref, a implementação de um sistema para detecção de plágio em manuscritos, a atualização do layout dos artigos incorporando elementos exigidos pelas bases indexadoras pretendidas pela Revista e o sistema aberto de publicação online (não sendo mais publicada a revista impressa).

A equipe editorial, o conselho editorial e os avaliadores também serão atualizados. A Revista passa também a adotar a abreviatura ESTIMA – Braz. J. Enterestomal Ther. Assim o nome internacional será fixado com mais propriedade.

Para acessar os novos conteúdos, entre no site http://revistaestima.com.br



+ Ver Inteiro

Presença brasileira no 22º Congresso Bienal do Conselho Mundial de Estomaterapia


O 22º Congresso Bienal do Conselho Mundial deEstomaterapia - 22nd Biennial Congress World Council of Enterostomal Therapists (WCET), teve início no último domingo (15/04), em Kuala Lumpur, Malásia. O primeiro dia contou com várias atividades: "Pela manhã (ferida, estomia, incontinência e comunicaçã). Logo depois tivemos a sessão sobre Lesão por Fricção, coordenada pelas Profas Dra Vera Lucia Conceição de Gouveia Santos, Heidi Hevia (Chile) e Isabel Moraes (Portugal). A sala desta atividade ficou cheia de ouvintes, do início ao fim; foi uma atividade interativa enque casos clínicos foram apresentados e para discussão das práticas (avaliação e manejo) entre os participantes e moderado pelas coordenadoras", conta Ednalda Franck, 1ª secretária da SOBEST, que acompanha o evento. 

Após, seguiu-se a cerimônia de abertura do congresso, com a participação das presidentes do WCET, Susan Stelton (entre outros membros da diretoria do WCET) e da presidente do 22º Biennial Congress WCET, Mariam Mohd Nasir. Tivemos a apresentação de dois shows da cultura local, bem como de um desfile de moda de trajes típicos. O congresso foi considerado oficialmente aberto, com o tocar do gongo pelas presidentes, acima citadas, e pela enfermeira Pro-Chanceler da Malásia, YBhg Professor Datuk Dr Hjh Bibi Florina  Abdullah.

Para encerrar a cerimônia, houve o desfile dos delegados dos países (foi mencionado a presença de 56 países) usando trajes típicos e portando a bandeira de seu país.

A galeria de fotos está disponívem em http://sobest.com.br/galeria/14

 



+ Ver Inteiro

Unifesp abre inscrições para Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Gestão Aplicadas à Regeneração Tecidual


A Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina – UNIFESP/EPM recebe, até 19 de dezembro de 2017, a inscrição de candidatos ao Curso de Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Gestão Aplicadas à Regeneração Tecidual.

O Curso tem por objetivo formar profissionais qualificados para o mercado de trabalho, capazes de utilizar a pesquisa para agregar valor a suas atividades, transferindo conhecimento técnico e científico para o mercado, para as empresas, para o setor público e para a sociedade como um todo.

Atenção: a inscrição no processo seletivo vai até 19 de dezembro de 2017.

As informações completas do edital podem ser acessadas em: http://dcir.sites.unifesp.br/mp/index.php/noticias/37-edital-n-002-2017



+ Ver Inteiro

Sobest recebe homenagem em forma de cordel pelo Jubileu de Prata


 

Em comemoração ao Jubileu de Prata, a Associação Brasileira de Estomaterapia – SOBEST recebeu esta linda homenagem da enfermeira e poetisa Onã Silva.

Trata-se de um poema em formato de cordel, no qual a ela descreve, com muita sensibilidade, a atuação do enfermeiro estomaterapeuta diante de pacientes que necessitam do cuidado especializado.

 Boa leitura a todos!

 

 

 

 

 

À SOBEST, lindos poemas nos seus 25 anos de história construída “à fina flor da poesia”

 

Onã Silva, A Poetisa do Cuidar

Neste Jubileu, ofereço um presente poético à SOBEST (Associação Brasileira de Estomaterapia: estomias, feridas e incontinências)! O cuidado que se revela em versos. Sim, a estomaterapia é uma arte cuidativa singular e merece ser também amostrada de forma estética, como, por exemplo, versejada, refletida e divulgada com lirismo poético.

ESTOMATERAPIA: cuidado à fina flor da poesia é minha obra presente, em reconhecimento à grandeza institucional da SOBEST, que se avança ao longo de 25 anos em prol do cuidado de enfermagem tão sensível e singular –  arte como poíesis – na área de estomias, feridas e incontinências, nos seus variados cuidados educativos, preventivos, terapêuticos e de reabilitação.

Portanto, estes e vários outros motivos justificam a inspiração poética máxima à SOBEST, em cujos capítulos históricos encontrei rimas, versos e elementos poéticos referentes às suas lutas, conquistas e desafios que têm sido incorporados no contexto da enfermagem.

Ao criar a obra ESTOMATERAPIA: cuidado à fina flor da poesia, como autora utilizei os fundamentos do cuidar e os referenciais: Teoria da emoção estética e forma significante (Clive Bell), Teoria da Complexidade (Edgar Morin), Modelo Criativo dos Cata-ventos-MCriC (Onã Silva). Ademais, inspirei-me também na linha poética adotada por Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade e Cora Coralina – poetas reconhecidos pela riqueza versejante e com liricidade.

Trata-se de uma obra que recorre poeticamente à metáfora da margarida. Ademais, surpreende por ser uma produção bilíngue: em português e espanhol. Quanto aos temas desenvolvidos para as poesias do livro Estomaterapia: cuidado à fina flor da poesia, foram inspirados nos seguintes:  diagnóstico, atenção, estomaterapeuta, estomizado, feridas, incontinências, cuidados,  cenários do cuidar, formação, atuações, orientações diversas, espiritualidade, morte  e outros complementares.

Das poesias que ilustram o livro Estomaterapia: cuidado à fina flor da poesia, apresento a seguir alguns versos extraídos do Cordel da Estomaterapia: oxente, essa especialidade é importante demais, você sabia?

Prestenção, escuta aqui!

Veja mainha e minha tia

Essa resenha neste cordel

É sobre a estomaterapia

Uma área tão importante

Especialidade, você sabia?

 

                  Essa área tem preparo

                  Só depois da graduação

                  Quem já é enfermeiro

                  Cursa a especialização

                  Muitas horas de estudo

                  Pra ter  canudo na mão.

 

                               Se o enfermeiro forma

                               Na dita especialização,

                               Da SOBEST recebe título

                               Dessa pós-graduação,

                               E é estomaterapeuta[1]

                               Importante tal nomão.

 

                                            O bom estomaterapeuta

                                            Que fez a especialização

                                            Bota o canudo em voga

                                            Para cuidar com atenção;

                                            Consulta, avalia, orienta

                                            Tem muito mais atuação.

 

                                                       Simbora falar duma área

                                                       Que tá na estomaterapia

                                                       Ela é muito importante

                                                       Leva o nome de estomia

                                                       Se não entendeu direito

                                                       Um versinho explicaria?

 

                                                                    O estoma parece simples

                                                                    Mas é um furo especial

                                                                    Feito em Centro Cirúrgico

                                                                    Pelo capaz profissional

                                                                    Tem o estoma urinário,

                                                                    Tem o estoma intestinal.

 

                                                                              E nesta área do estoma

                                                                              Que tem muita atuação

                                                                              Antes, durante e depois

                                                                              Estomizado tem atenção

                                                                              Sobre todos os cuidados

                                                                              Para a sua reabilitação.

 

                                                                                      Tem a visita domiciliar

                                                                                      Para todo Estomizado

                                                                                      E o estomaterapeuta

                                                                                      Avalia e faz o cuidado

                                                                                      Orienta até a família

                                                                                      Proseia com o visitado.

 

                                                                                             E vamos falar ne’stante

                                                                                             Sobre a área de feridas

                                                                                             Tá na estomaterapia

                                                                                             Todo cuidar e suas lidas

                                                                                             Derne as lesões causadas

                                                                                             Por males ou cometidas.

 

                                                                                                     Neste verso têm alguns

                                                                                                     Nomes com explicação

                                                                                                     Das lesões mais comuns

                                                                                                     Principal é a por pressão.

                                                                                                     Tem aquela, a venosa,

                                                                                                     E a diabética de montão.

 

                                                                                                             Na vida pode aparecer

                                                                                                             Algum mal na existência

                                                                                                             Atingindo nosso corpo

                                                                                                             Causando tanta sofrência

                                                                                                             Para o rim ou intestino,

                                                                                                             Seja dor ou incontinência.

 

                                                                                                                     Tem um parêntese aqui

                                                                                                                     E este verso é especial:

                                                                                                                     Que essa tal incontinência

                                                                                                                     Tem mais de uma, afinal.

                                                                                                                     Ou seja, tem a urinária

                                                                                                                     E também a intestinal.

 

                                                                                                                             Não tenho dúvida alguma

                                                                                                                             Do nobre cuidar, de valia,

                                                                                                                             Em prol do incontinente,

                                                                                                                             Vem da estomaterapia.

                                                                                                                             Nela tudo é explicadinho:

                                                                                                                             Do cateter e da cirurgia.

 

                                                                                                                                     Todo esse ensinamento

                                                                                                                                     Exige é muita paciência,

                                                                                                                                     Pois todas as explicações

                                                                                                                                     Têm saber e têm ciência

                                                                                                                                     São cuidados importantes

                                                                                                                                     No caso de incontinência.

 

                                                                                                                                               Não se aperreie e espia

                                                                                                                                               Você tem bom adjutório

                                                                                                                                               Fia no estomaterapeuta

                                                                                                                                               Não falte ao consultório

                                                                                                                                               Pra mode ser avaliado

                                                                                                                                               Se tá bem e satisfatório.

 

                                                                                                                                                     Apois é, que nestes versos,

                                                                                                                                                     Você aprende e avalia

                                                                                                                                                     Sobre uma especialidade

                                                                                                                                                     Importante no dia a dia.

                                                                                                                                                     Simbora, ler e  divulgar

                                                                                                                                                     O cordel da Estomaterapia.

 

Para a criação dos versos cordelizados acima, realizamos estudos em diversas referências sobre a SOBEST e a estomaterapia – livros, Revista Estima, artigos diversos – cujo conteúdo qualitativo, posteriormente foi ressignificado para a especial linguagem de cordel em forma de rimas, métricas, humor, sonoridade e o vocabulário próprio da cultura.

A poesia se traduz em rica linguagem, arte comunicativa sensível e inédito presente, e o poeta quando a compõe, utiliza os seus sentimentos mais subjacentes – especiais – inspirado por algo que lhe é muito especial. Foi esse o processo especial que vivenciei.

Ou seja, se criei poesias na temática é porque a área da estomaterapia me encantou poeticamente, com ação-reflexão-inspiração.

Poderia eu pensar em outras linguagens estéticas, imagéticas ou formas simbólicas de parabenizar, mas qual... do meu olhar de enfermeira, poetisa do cuidar, emergiu a visão da arte poética que está envolvida nos conhecimentos e saberes especiais na qual a associação está fundamentada. 

 

Considerando a definição Poética de Aristóteles (arte como poíesis) no sentido de criação, ato de produzir, plasmar, organizar, configurar na realidade algo novo, um outro Ser... sem dúvida que estomaterapia e poesia se convergem, pois de fato a  especialidade tem essência poética.

Por isso, SOBEST te ofereço lindos poemas nestes seus 25 anos de história construída “à fina flor da poesia”, com aportes filosóficos, científicos, educativos, culturais. No seu tempo de existência, desejo-lhe que as suas características - compromisso técnico-científico e ético e a solidez institucional – sejam tal qual o verso e a rima – eternos –, tornando-a sempre uma preciosa associação da enfermagem brasileira.

Onã Silva, A Poetisa do Cuidar

 

 

Currículo resumido de Onã Silva

Onã Silva, A Poetisa do Cuidar tem formação superior em Enfermagem e Artes Cênicas, Pós-graduada em Saúde Pública, Mestre em Educação, Doutora e Pós-doutora, sendo a criatividade e a arte do cuidar em saúde os temas de inspiração, literaturas e pesquisas que desenvolve. Idealizou projetos inéditos como o livro Enfermagem com Poesia: a arte sensível do cuidar (reunindo poesias, exclusivamente, de profissionais da enfermagem); e a Academia IPÊ (Academia Internacional de Poetas e Escritores de Enfermagem) – a primeira instituição na área. Atualmente, Onã Silva é a Presidente da Academia IPÊ.

É escritora e escreve diversos gêneros literários: poesia, romance, crônica, dramaturgia, novela, contos e outros. Recordista pelo RankRecords Brasil, com título homologado como a 1ª escritora a escrever histórias da enfermagem em cordel. Autora e coautora de vários livros publicados, dentre eles: ...Mas a alegria vem pela manhã; O Sol da Justiça; A Quadradinha de Gude; Histórias da Enfermagem no Universo de Cordel; A Derrota de Penina; Anjinho Minho... Mãezinha Minha...; Mundo-Bola; Voa Balão! Voa Imaginação!; Ludicidade e suas interfaces; Solange Caetano: tem coragem no nome e enfermagem no sobrenome;  Poesia nas lentes do monóculo: meus pais; Cordel do Trabalhador: do labor até o burnô, Grandes Enfermeiras: Florence Nightingale e Anna Nery; Estomaterapia: cuidado à fina flor da poesia; Sai pra lá com essa OS e outros.

Filiada a Sindicatos, Associações e Academias Literárias, a saber:  Academia Internacional de Poetas e Escritores de Enfermagem (Academia IPÊ), Academia Infantil de Letras e Artes (AILA); Academia de Letras e Artes do Nordeste Goiano (ALANEG); Academia Internacional de Cultura (AIC); Academia Taguatinguense de Letras (ATL), Academia Portuguesa de Ex-Libris (Ex-Libris), Academia de Letras e Música do Brasil (ALMUB).

Está biografada em livros, Dicionários e Catálogos Literários. É autora premiada com cerca de 60 homenagens, nas diversas modalidades: troféus, placas de honra ao mérito, medalhas, comendas, certificados, moções de louvor, entre outras representações.

Informações e contato onatil.silva@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

[1]O enfermeiro pós-graduado em estomaterapia é denominado pela SOBEST como Enfermeiro Estomaterapeuta (ET)  e o enfermeiro estomaterapeuta titulado  Enfermeiro Estomaterapeuta Ti SOBEST (ET Ti SOBEST).



+ Ver Inteiro

Estomaterapeutas comemoram aniversário de Norma Gill


O dia do aniversário de Norma Gill, em 26 de junho, foi comemorado em diversas regiões, reforçando a valorização de nossa especialidade e o cuidado com os pacientes com estomias, feridas e incontinências.

Enfermeiros estomaterapeutas e estudantes dos cursos da UNICAMP, Unitau e UFMG enviaram registros dos eventos em homenagem à precursora da Estomaterapia Mundial!

As fotos podem ser vistas no link: http://www.sobest.org.br/galeria/13



+ Ver Inteiro

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA REGISTRO DE CHAPAS CONCORRENTES À ELEIÇÃO DA DIRETORIA SOBEST E SEÇÕES PARA O BIÊNIO 2018-2020


O período de inscrição das chapas estará aberto do dia 08 de maio ao dia 25 de agosto de 2017. Todas as orientações para a proposição da candidatura das chapas estão descritas no edital.

 



+ Ver Inteiro

SOBEST lança nova palestra webinar




+ Ver Inteiro

Oportunidade para vaga de Enfermeiro Estomaterapeuta


Confira a Oportunidade para vaga de Enfermeiro Especialista. Clique aqui,



+ Ver Inteiro

SOBEST inicia série de entrevistas em comemoração ao Jubileu de Prata


Em comemoração aos 25 anos de fundação da SOBEST – Associação Brasileira de Estomaterapia: estomias, feridas e incontinências, iniciamos uma série de entrevistas com Enfermeiros Estomaterapeutas, para ajudar a contar essa história e resgatar acontecimentos importantes da trajetória da Especialidade aqui no Brasil.

Iniciamos a série com a atual presidente da SOBEST (gestão2015-2017), M. Angela Boccara de Paula, Editora da Revista Estima, Professor Doutor do Departamento de Enfermagem e Nutrição e Coordenador Adjunto do Programa de Mestrado em Desenvolvimento Humano Universidade de Taubaté

 

 

SOBEST: Como foi seu primeiro contato com a Estomaterapia? Por que a senhora escolheu se dedicar a essa especialidade?

Angela Boccara: O meu primeiro contato com a Estomaterapia ocorreu ainda na graduação do curso de Enfermagem, no terceiro ano, quando a Associação Brasileira de Enfermagem organizou um grupo de interesse em Estomaterapia. As reuniões aconteciam na Escola de Enfermagem da USP. Era um grupo bem pequeno, participavam uma ou duas enfermeiras do Hospital Heliópolis, a enfermeira Gelse Zerbeto, a professora Vera Lúcia Conceição de Gouveia Santos e eu, que era aluna ainda. A professora Vera ainda não era Estomaterapeuta, as outras duas enfermeiras também não, apenas a Gelse era estomaterapeuta. Isso foi no ano de 1985. Eu me graduei em 1986 e continuei muito interessada pela área, participando de eventos, de congressos de coloproctologia. Em 1990, a professora Vera traz o primeiro curso de Estomaterapia para o Brasil e inicia as aulas na Escola de Enfermagem da USP, com o auxílio do Professor Doutor Afonso Henrique Souza e Silva Junior, médico coloproctologista. Eu, nessa época, não fiz o curso, porque me mudei para Taubaté, no interior do Estado de São Paulo, onde comecei a atuar no Centro de Saúde e organizei o primeiro programa de atenção à pessoa com estomias, tendo sido a primeira coordenadora do programa da regional do Vale do Paraíba. Então, Taubaté foi a primeira cidade do Vale do Paraíba a ter um programa organizado com uma coordenação.

Eu fui fazer o curso de Estomaterapia em 1993 e assumi a coordenação do programa em 1994. Então, toda a minha vida profissional esteve ligada com a Estomaterapia, direta ou indiretamente. Em 2000, organizei o terceiro curso de Estomaterapia no Brasil e o segundo do Estado de São Paulo na Universidade de Taubaté. O curso existe até hoje com turmas anuais regulares, sob a minha coordenação. Minha trajetória se deu especialmente no cuidado de pessoas com estomias, mas também com feridas e incontinências. Também transitei um pouco por essas áreas e, principalmente, no ensino e na pesquisa.

SOBEST: Como a senhora iniciou sua atuação na SOBEST?

AB: Logo depois que eu fiz o curso em 1994, iniciei a participação na SOBEST. Já fiz parte do conselho científico, foi vice-presidente em duas gestões. Assumi a presidência na gestão 2015- 2017, condição que muito me honra. Sinto muito orgulho de contribuir para essa sociedade tão bacana, que tem construído uma história de muitos desafios e também muitas conquistas.

SOBEST: Qual a importância da associação para os Estomaterapeutas?

AB: Eu penso que a associação é extremamente importante porque ela nos ajuda a dar credibilidade a especialidade. A sociedade agrega, reconhece os profissionais, titula-os. Isso é um selo de qualidade. A SOBEST também produz materiais para serem distribuídos e utilizados no Brasil todo. Divulgamos a especialidade e os especialistas brasileiros fora do país, porque a associação tem vínculos internacionais. Colocamos os profissionais e suas atividades na mídia. Estar na SOBEST é um privilégio para o Enfermeiro Estomaterapeuta.

SOBEST: A SOBEST tem trabalhado para a valorização da especialidade e excelência da formação profissional. Quais ações a senhora destacaria nesse sentido?

AB: Penso que as principais ações que a Sobest tem feito de valorização dos especialistas são participar das discussões nos órgãos de classe junto com Aben, Cofen e tudo que diz respeito à Especialidade. Fizemos o livro das Intervenções do Enfermeiro Estomaterapeuta nas três áreas de abrangência da especialidade. Este foi um ganho muito importante! Divulgar a Sobest na mídia tem sido algo bastante relevante. Bem como manter a alta qualidade da Revista Estima, que é o nosso único periódico científico na América Latina na área de Estomaterapia, é um desafio imenso e uma ação muito importante que fazemos para manter a Especialidade em destaque. Juntar-se a novas associações, fazer parceria com outras entidades de Enfermagem, com outros grupos de profissionais da área da saúde, com organizações sociais que trabalham junto à população com essas demandas, isso é extremamente importante. Estamos ao lado da associação das pessoas com estomias. Isso é fundamental.

SOBEST: Quais são os principais desafios do estomaterapeuta atualmente?

AB: Os desafios são muitos, porque a especialidade cresceu, ganhou o Brasil todo. Hoje, nós temos 19 cursos em andamento no país, especialistas em todo o território nacional. O grande desafio é manter a qualidade dos cursos, sustentar uma prática profissional balizada na ética, no respeito, no comprometimento dos profissionais para com as pessoas que necessitam de assistência especializada. Então, esse é o nosso maior desafio.

Outro propósito é divulgar cada vez mais a especialidade, para que a população conheça e exija ter um estomaterapeuta quando precisar de um cuidado especializado em alguma dessas três áreas. Quanto mais escrevermos e mostrarmos o que fazemos, mais teremos espaço dentro da sociedade. Nós temos poucas publicações na área de estomia, bastante na área de feridas e praticamente nada em incontinências. Então, esse é um grande desafio! Fazer parcerias com associações e organizações sociais para atenção à pessoa com necessidades na área da Estomaterapia e manter a união dos profissionais, sempre com a mesma finalidade.

 SOBEST: A SOBEST realiza neste ano o XII Congresso Brasileiro de Estomaterapia, que terá como tema “Compromisso, Ciência e Cuidado”. O que essas três palavras significam para a Especialidade, na sua opinião?

AB: Compromisso diz respeito a todo nosso empenho em fazer o melhor para prestar uma assistência altamente qualificada para as pessoas que necessitam de cuidados especializados nas áreas de estomias, feridas e incontinências. O Enfermeiro Estomaterapeuta tem compromisso de um comportamento ético frente as outras entidades de classe, frente aos profissionais, à indústria, ao paciente e à família. Então, isso é algo essencial para a prática profissional.

A ciência baliza tudo isso. Se não tivermos as evidências científicas como base da nossa prática profissional, faremos uma prática empírica sem fundamentação. O Enfermeiro precisa desenvolver pesquisas, mostrando as evidências do cuidado especializado na prevenção de complicações, na melhoria da qualidade de vida das pessoas assistidas.

O cuidado é a finalidade principal, norteia as nossas ações e precisa estar envolto de compromisso com o outro, numa prática especializada baseada na ciência e também a atenção integral à pessoa. Não só atender à pessoa na sua demanda especializada, mas entender que essa pessoa tem demanda em várias esferas do viver. Nós precisamos olhá-la na integralidade, considerando os aspectos biofísicos, sócio espirituais.... Portanto, os profissionais têm todos esses desafios, mas também o prazer de vivenciar uma Especialidade que tem muita força, conhecimento e está organizada de forma a contribuir para a sociedade e atender às pessoas que têm essas demandas.

 



Ver todas